quinta-feira, agosto 18, 2005

Uma família na praia de nudismo

Preciso confessar, antes de mais nada, que nunca em minha vida tive tendência homossexual. Sou casado há 24 anos com uma mulher maravilhosa e tenho 2 filhos homens - o mais velho com 23 anos e o mais novo com 19 - os quais jamais olhei com olhos de desejos, apenas com amor e orgulho paterno. A história que vou contar deu-se em janeiro passado, durante as férias e desde então o que aconteceu não sai da minha cabeça e me faz me masturbar todos os dias.
Meu irmão mais novo alugou uma casa no Balneário de Camboriú, em Santa Catarina, onde passou todas as festas de final de ano com sua esposa e seu filho. Em janeiro, minha esposa, meus 2 filhos e eu nos juntamos a eles.
Na segunda semana em que estávamos juntos, meu irmão chamou meus filhos e a mim e perguntou se queríamos conhecer uma praia de nudismo. Ficamos meio em dúvida, mas acabamos concordando, desde que as mulheres não fossem, pois os filhos disseram que não iam ficar pelados na frente delas nem queriam vê-las nuas.
Entramos os 4 no carro mais o meu sobrinho de quase 17 anos. A praia em que meu irmão nos levou chama-se Praia do Pinho. Depois de hesitar um pouco, eu fui o primeiro a tirar o calção, jogar dentro do porta mala do carro e entrar na praia. Os 4 me seguiram imediatamente. Aquilo pareceu a coisa mais natural do mundo... andar pelado no meio de várias pessoas, inclusive mulheres e crianças.
Ficamos sentados na areia, conversando por um bom tempo, curtindo a vida “ao natural”. Fui nadar junto com meu sobrinho e meu irmão chamou meus filhos para andar um pouco.
Após uns 20 minutos, meu sobrinho e eu saímos da água e procuramos os 3 com os olhos, mas não achamos. Aí o garoto propôs que fôssemos na direção em que eles caminharam para encontrá-los. Caminhamos até o final da praia, numas pedras, mas não os vimos. Meu sobrinho mostrou um caminho em que entravam e saíam vários homens e disse que eles deviam ter ido para lá. E entramos juntos no meio do mato, passando por uma espécie de riacho. O mato ia ficando cada vez mais denso. Comecei a notar que os homens, lá dentro da mata, iam entrando no mato mais fechado e a maioria estava de pau duro. Achei melhor ir embora, mas meu sobrinho continuou a andar e a me chamar. Em alguns pontos fiquei escandalizado, pois via homens se beijando, se chupando e se comendo. Por mais que insistisse, meu sobrinho não queria sair. Vi que seu pau também estava duro e ele me disse que aquilo era comum naquele lugar. Depois de andar um bom pedaço, o garoto parou atrás de uma árvore e apontou, falando baixinho, quase sussurrando. “Achei. Lá estão eles”.
O que eu vi quase me fez cair pra trás. Meu irmão estava em pé, curvado para frente, sendo enrabado pelo meu filho mais novo e chupando o pau do meu filho mais velho. Minha cabeça pirou naquele momento, mas eu não conseguia sair dali. A cena estava como que me hipnotizando. Olhei assustado pro meu sobrinho e o vi com o pau na mão, batendo uma punheta e vendo seu pai ser comido com uma rola na boca. Mil idéias me passaram pela cabeça naquele momento. Pensei que nunca imaginara que meu irmão - casado e com um lindo filho - pudesse ser viado. E, de certa forma, me tranqüilizei com meus filhos, pois eles estavam na posição ativa. Provavelmente meu irmão os seduzira, mas eles eram machos como eu. Em determinado momento, meu irmão se ergueu, com a pica do meu filho mais novo ainda entrando e saindo de seu cu, e puxou meu filho mais velho para junto de si. E começou a beijá-lo. Virava o rosto para trás e recebia a língua do outro filho na boca. E assim, ia intercalando os beijos.... até que as 3 bocas foram se encontrando e as 3 línguas se tocando, inclusive a de um filho meu com o outro. De repente, meu filho mais velho se abaixou e abocanhou a rola dura do meu irmão... E aquilo, ao invés de me deixar horrorizado, foi me deixando com tesão. Olhei pro meu pau e ele estava duraço e babando de tesão. Meu sobrinho, ao meu lado, se masturbando, olhava pros 3 transando e de rabo de olho pro meu pau duro. Segurei na minha rola e comecei a bater uma punheta também.
Quando meu irmão mudou de posição e meteu sua rola no meu filho mais velho e este mamou a pica do próprio irmão, fiquei doido de tesão misturado com uma certa indignação. Olhei pro meu sobrinho e passei a mão na sua bundinha lisa. Não precisei fazer mais nada. Ele caiu de boca na minha rola e me chupou como nunca eu havia sido chupado na vida por minha mulher. Quando meu pau estava quase estourando na sua boquinha, ele se inclinou sobre uma árvore, olhando a foda de seu pai com seus primos e empinou a bunda para mim. Meu pau, duro e lambuzado, entrou naquele cuzinho novo como se estivesse entrando numa buceta.... O garoto parecia já ter muita experiência, pois se movimentava dirigindo a penetração num entra e sai de quem sabia bem o que fazia.
Eu alternava o olhar para o meu pau entrando e saindo do cu do meu sobrinho e para a foda do meu irmão com meus filhos. Senti muita vontade de ir ao encontro deles e participar de uma foda familiar a 5, mas me faltou coragem. Me inclinei sobre o meu sobrinho e lambi sua nuca, mordisquei sua orelha e nossas bocas se encontraram numa chupação de línguas deliciosa. Com uma das mãos eu o puxava para mim e com a outra eu batia uma punheta nele... a primeira vez que segurava o pau de outro homem. E o pau do meu sobrinho não era tão pequeno assim.... Adorei aquele contato.
Fui sentindo a respiração do garoto ficar mais intensa e seu pau endurecer ainda mais. Eu ergui os nossos corpos, coloquei minha cabeça por cima do seu ombro, de forma a poder ver seu pau; e, de repente, ele gozou abundantemente, jorrando porra sobre a árvore à sua frente e sobre o chão, lambuzando também minha mão. Eu não agüentei ver o garoto gozar e acabei esporrando com vontade dentro do seu cuzinho, fazendo-o rebolar ainda mais, enquanto me dizia baixinho: “Isso, tio, goza no meu cu.... enche ele de porra quentinha.... continua a meter e a tirar seu pau de dentro de mim...” E realmente, senti uma sensação maravilhosa ao gozar e sentir meu pau ainda mais lubrificado entrar e sair de dentro do cu do meu sobrinho.... Saímos de lá e voltamos pra praia. Entramos no mar e nos lavamos. Comecei a sentir um certo peso na consciência por tudo o que havia acontecido e feito. Ainda não havia falado nada com meu sobrinho. Estávamos constrangidos um com o outro. Ainda dentro da água, falei para ele que devíamos esquecer o que havia acontecido e não falar daquilo pra ninguém. Ele se aproximou de mim, me abraçou cruzando as pernas sobre meu corpo e segurando em meu pescoço, como fazia desde que era pequeno, sempre que entrávamos no mar ou na piscina. E me disse: “Esquecer eu não vou nuca, tio, porque foi a primeira vez que eu transei com um homem; adorei ficar com você. Mas esse vai ser nosso segredo... por enquanto”. E dizendo isso, me deu um leve beijo na boca. Senti meu pau endurecer de novo na mesma hora. Soltei meu sobrinho, e sai de perto dele, nadando até meu pau abaixar.
Depois de uma meia hora, apareceram meu irmão e meus filhos, correndo, falando e rindo muito. Fingi que não tinha visto nada e falei pra eles: “Puxa, como vocês demoraram? Onde se meteram?” Meu filho mais novo foi quem respondeu primeiro: “A gente tava por ai, fazendo umas descobertas muito legais!” E os 3 começaram a rir. “E o que vocês descobriram de legal?”, perguntei. “Depois a gente fala”, respondeu meu irmão. E chamou meus filhos para entrar no mar. Os 3 correram para a água e mergulharam de cabeça. Levantei, dei a mão pro meu sobrinho e corremos também para o mar. Lá, os 5 ficamos como crianças brincando, rindo, falando alto, jogando água um no outro. Ontem, meu irmão me ligou e disse que alugou um apartamento em Santos para o próximo final de semana e que comprou duas excursões para Minas Gerais para as nossas esposas, no mesmo final de semana, para que os 5 homens da família pudessem ficar a vontade. Perguntei a ele o porque daquilo e ele me disse que o filho dele havia contado aos meus filhos o que havia acontecido na praia de nudismo, e eles lhe contaram. Agora nós precisávamos nos encontrar para decidir qual dos nossos filhos tem o cuzinho mais gostoso... ou qual dos pais... E dizendo isso, deu uma gargalhada bem sacana.

22 Comments:

At 11:26 PM, Anonymous Anônimo said...

Porra! Sem comentários!
Demais! Demais! Demais! Da conta!

 
At 8:31 PM, Blogger pedrinho said...

horrive lek

 
At 5:14 PM, Anonymous Anônimo said...

Muito da hORA

 
At 5:14 PM, Anonymous Anônimo said...

Muito da hORA

 
At 7:49 PM, Anonymous Anônimo said...

Cara naum consigo parar de gozar demais esse conto sem comentarios nota 1000!!!

 
At 2:58 AM, Anonymous Fabiano said...

Este conto sem dúvida merece uma continuação, com uma orgia entre os cinco!

 
At 6:41 PM, Anonymous Anônimo said...

isso e horrivel...voces nao parecem pai e nem tio parecem dois mostros que deus d o castigo que voces merecem seus nojentos.

 
At 2:03 PM, Anonymous Anônimo said...

Que ABRERRACAO !!! Ate que ponto um ser que se diz ser humano pode chegar...

 
At 5:06 PM, Anonymous Anônimo said...

DELICIAAAAAAAAAAAA DE MAISSSSSSSSSSS

 
At 10:42 PM, Blogger º~ Ля. †ђээαφσ said...

Putz... Muito bom! Agora... Na maior... Se a galera tah criticando, eh pq nao gostou... Mas entao pra que vcs vieram aki? Se tao lendo eh pq tao gostando da safadezaa! huahuahuahuahua

 
At 3:20 PM, Anonymous Anônimo said...

Caracolis. Eu bati uma punheta danada lendo isso. Puta merda!

 
At 6:13 PM, Anonymous john caetano said...

bixas da porra, ainda ficam contando achando que é msssa essa porra. vai chupar uma bucetinha, bem gostosa, um grelinho bem da hora seus fdps . Nunca mais vão querer saber de dação de cú.

 
At 12:08 AM, Anonymous Anônimo said...

Nossa gozei litros aq... queria ser dessa familia tbm aiai

 
At 10:42 PM, Anonymous Anônimo said...

Adorei esse conto! gozeiiiiiiiiiii Só queria saber onde vão se encontrar em Santos, pois moro em Santos, e quem sabe em vez de 5 seremos 6. Vai ser de maisssssssss!

 
At 7:49 PM, Anonymous Anônimo said...

véio
que delicia da porra

eu como o ocu do meu sobrinho pedrinho e ninguem ta menos tranquilo por isso
e já dei e dou pros meus dois irmãos
nada mudou. é prazer seus idiotas

 
At 3:07 PM, Anonymous Anônimo said...

nossa meu pau ficou muito duro queria ter primos tios assim

 
At 1:22 AM, Anonymous Anônimo said...

Eu tbm to tentando comer meu sobrinho,direto ele bate uma pra mim;já até deixou eu goza na boca dele

 
At 8:16 AM, Anonymous Anônimo said...

vamos trocar experiências? sou o dono do blog. adicionem meu e-mail: sorocaba73@live.com
quem sabe vocês contando um pouco do que acontece eu nao faça um conto para vocês bem legal
mer escrevam

 
At 6:59 AM, Anonymous Anônimo said...

tem muito veado encubado que fica criticando 1 isso é tô site de contos erótico gays então o que vocês que ficam criticando então fazendo a qui vocês gostam mesmo de uma safadeza . seu iguinorantes .

 
At 3:15 AM, Anonymous Anônimo said...

Que delicia de conto. Não curto insesto mas que o proibido é mais gostoso isso é mesmo!
Valeu...

 
At 10:44 PM, Anonymous Anônimo said...

Sério, alguém que tenha uma familia gostosa assim, me adote, preciso muito dessa delicia

 
At 4:08 PM, Anonymous Anônimo said...

No dia que tu levar uma linguada no cu aí tu vai enteder, hoje em dia até mulher gosta de fazer isso alias isso não vai te fazer gay mas que vai te da uma vontade de sentir uma vara no cu ah isso vai

 

Postar um comentário

<< Home